Another Words


wth is going on?
11 de julho de 2010, 6:51 PM
Filed under: 1

Eu sei que faz trilênios que eu não posto, até porque eu tenho um tumblr agora, o que deixa tudo menos pessoal – ponto positivo. Mas eu sinto falta de escrever sobre mim às vezes, coisa que os 140 caracteres do twitter não são suficientes.

Acho que faz um mês que eu venho twittando coisas como “que onda a minha” ou “putamerda, que azar o meu”. E acaba que fica nisso e eu nunca posso falar alguma coisa a mais. Primeiro que todo mundo lê, segundo que não tem espaço suficiente. Não que eu me importe que as pessoas leiam o blog, mas eu sei que quem tá lendo é porque quis, teve o trabalho de lembrar o endereço do blog, digitar e ler.

Possível leitor, faz um tempo que eu percebi que as coisas acontecem em um movimento pendular: fica tudo bem e, inevitavelmente, piora – pra que possa melhorar de novo. E vice versa. Acontece que eu acho que tou naquela extremidade incômoda que parece não voltar nunca pro movimento do relógio continuar, sabe? Não me entenda mal: as faculdades estão indo normalmente, assim como o estágio. Não tá nada incrível, mas não tá horrível também. Mas minha vida pessoal tá um fiasco completo. Em tudo, menos no quesito “família”. Pelo menos. E ainda bem. Porque é só o que me falta mesmo. Mas outra coisa que eu percebi foi que as coisas não pioram tudo de uma vez ou melhoram tudo de uma vez. Sempre tem uma partezinha da sua vida que tá tranquila e feliz, mas que, por causa das outras partes, você acaba dando menos valor. C’est la vie, não vou ficar fazendo terapia interna 24h por dia pra que eu internalize que tá tudo muito bem aqui em casa e que eu deveria estar feliz por isso. Porque o que tá ruim, tá ruim de verdade e tá me incomodando muito. E tá ruim da pior maneira possível.

Eu sei que esse é o drama da minha vida, o fato de nunca me acontecer nada e quando eu conto isso pra alguém, a pessoa acha que eu sou ingrata e blablablá, porque não percebo quanta coisa boa me acontece. E até concordo, mas eu tou precisando muito de um equilíbrio. E fico me perguntando se as coisas não me acontecem por minha culpa ou se é simplesmente porque o universo decide não ser legal comigo nesse ponto, me compensando pela estabilidade nos outros pontos da minha vida. E se a culpa é mesmo minha, o que que eu posso fazer? Sério, me diz e eu juro que faço. Eu já cogitei algumas possibilidade muito toscas pra serem executadas, porque não é possível que a resposta seja mesmo essa. Se todos os meus problemas pessoais se resumem a isso, peloamordedeus, que saco de cidade e de pessoas.

Bom, eu realmente preciso parar de escrever porque preciso sair agora. Se eu andar muito sumida, é porque as coisas melhoraram. Por favor, alguma coisa me aconteça. Por favor, universo.

Anúncios

2 Comentários so far
Deixe um comentário

revoltei no meu blog, depois vai lá

Comentário por lorees

ah! é lorenaesuasideias.wordpress.com

Comentário por lorees




Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: